sexta-feira, 22 de abril de 2011

Acabei de assistir um filme que realmente se encaixou no meu momento, exceto pela parte do namorado suuper lindo e gracinha da protagonista... mas enfim, assim são as coisas. Sem ênfase para isso, esse não é o meu objetivo no momento, quem sabe em um outro post.
Só para situá-los o filme é " A última música " e conta a história de uma menina que sofre e tenta ser super durona após a separação dos pais. Em um verão ela vai para a cidade do pai, conhece um 'cara' e tem um relacionamento com ele, por fim ela descobre que o pai tem câncer e decide voltar ao que sempre foi (acabar com o auto estereótipo de menina forte e rebelde), no fim o pai dela morre e claro ela fica com este 'cara' que conheceu.
E o fato é que eu realmente me senti no lugar dessa tal menina... porque as vezes agente tenta se auto estereotipar de uma maneira, só para tentar disfarçar as coisas. Certos momentos da nossa vida são MUITO ruins, e você até fica sem saber o que fazer, mas o melhor é se fechar e viver isso sozinha???? então, eu não posso falar que sim ou que não, porque também estou tentando descobrir isso. 
Mas o que eu acho que mudou na minha cabeça após o filme foi o fato de que não podemos nos julgar e nem nos esconder sobre algo que realmente não somos e geralmente a primeira reação é se tornar uma muralha e fingir não desmoronar nunca. Mudar os fatos, o que nos acontece, infelizmente não é possível, nós sabemos quais são os nossos tormentos e alegrias, e assim como no filme sei que as coisas podem ser superadas... e até um namorado bonito e gracinha pode aparecer.  
(( foi para dar uma descontraida, senti uma drepe básica rs))

beijooos.