sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

um dia.

Porque muitas vezes insistimos em deixar as coisas, os momentos, os sentimentos passarem ?!
é tão bom sentir, sorrir, chorar, se entregar... é tão bom amar. Sabe o friozinho na barriga, o coração acelerado, aquela saudade esmagadora, a vontade de estar junto... então, pra que deixar isso pra depois ??
A vida tem que ser vivida no agora, sim, porque a gente nunca sabe o que pode acontecer, o amor pode ser perdido, uma palavra mal dita, e o futuro ?! aaah, deixa ele vir.
E não falo isso só para amores, mas para TUDO. A nossa vida é imperdível, como um filme , as cenas passam e depois só ficam na lembrança.
Vamos tomar uma lição pra nossas vidas, vamos viver e aproveitar, dizer e sentir, tudo aquilo que queremos e devemos, pode ser difícil ?! com certeza, mas se as coisas fossem fáceis não seriam legais! 
enfim, meus amores ... vamos NOS PERMITIR !
a vida está ai, e é aqui e agora... eu estou aqui, e você, você está aqui ?!





ps: esse post teve seu início depois que eu vi um filme maravilhoso e que eu acho que todo mundo devia assistir, vale muito a pena!

Essa é a capa do filme que também tem um livro, que deve ser uma graçinha! rs fica a dica pra quem quiser ver !



 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

mágica

Ele chega de mansinho, sorrateiramente e como um mágico leva meu coração todinho quando se vai.
Da mesma forma, quando volta cheio de malícias e carinhos, me sinto presa ao seu coração, ao seu corpo de uma forma que esse sentimento não pode ser desatado, como um nó bem dado!
E como bom ilusionista que é, tira meu sono como ninguém e derrepente me desmonta com um golpe certeiro que m faz perder o chão e qualquer tipo de esperança. E sabe qual é a pior coisa de tudo isso, depois de olhar pras estrelas e fazer milhares de pedidos em baixo de uma cortina de lágrimas, você simplesmente volta com uma simples frase que muda tudo: " Amor, eu gosto de você " e pronto parece ser o suficiente....
Mas o que é ser suficiente quando se gosta de alguém, palavras não se bastam, muitas vezes elas podem ser substituidas por gestos e atitudes que sim valem mais do que mil palavras.
E no final das contas nada continua resolvido, a questão é ... até quando se pode ficar assim ?!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Saudades


Sabe aquela sensação de aperto no peito e nó na garganta. Um vontade enorme de se descabelar em lágrimas e soluços e se afogar no travesseiro.
Isso geralmente acontece quando nos vemos pegos por um sentimento que se chama saudade, um dos mais arrebatadores que eu conheço. E o que fazer quando essa queridinha resolve te pegar e “fala” hoje é seu dia meu amor ! Não adianta colocar a culpa na tpm, na discussão com a mãe ou na chuva que estragou o cabelo, essa sensação de amargura e desespero é ela (saudade) te dando boas vindas.
Ela não escolhe quem e muito menos a hora para aparecer, ela realmente invade seu momento... ela te faz querer ouvir as suas músicas preferidas para esses momentos, aquelas que sempre te fazem chorar e reviver momentos, ocorre um flash back motivado pela saudade.
Sentimentos se embaraçam e te trazem um alguém pra cada vez mais perto de você, e o nó no peito só aperta como se alguém o puxasse de algum lado, o choro vira pranto. E você vê que a única maneira de curar esse sentimento é estar junto de quem se gosta, de quem se quer, de quem se sente saudade. 
Quando esse encontro acontece é como se uma luz te rasgasse por dentro, trazendo uma alegria imensa, uma vontade de nunca mais largar, se afastar.
E no final de todo o sofrimento, só restam sorrisos e alegrias.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

chega !

Chega de ser a bonequinha, a princesinha, a super boazinha! Chega de ser feita de boba, de ter o coração em pedaços e seus sentimentos pisados.
É hora de pegar um megafone e dizer " Oi mundo, eu estou aqui ", é hora de mostrar força, correr atrás, é hora de tomar um porre e de se divertir, agora é o momento de xingar, rir e chorar. Fazer o que se deve fazer.
O momento não volta, as atitudes não voltam, as palavras lançadas ficam soltas no vento.
A vida passa e desacelera, tudo tem seu momento, e agora, neste momento é hora de tomar atitude, soltar os cabelos e seguir firme atrás de tudo o que se quer. E os outros ... ah os outros que vejam e aplaudam o seu espetáculo de vida.

Se joga, sem medo... a vida é um espetáculo que dever ser maravilhoso, porque uma hora o espetáculo acaba e as cortinas se fecham.

domingo, 27 de novembro de 2011

in love

Eu juro que hoje vim aqui várias vezes tentando escrever sobre um sentimento que hoje está super aflorado em mim: amor ! e então, não saia nada do que eu realmente quisesse falar, do frisson de estar in love por alguém. Então, eu estava dando uma olhada em uns textos para ver se alguma manifestação criativa se desse em mim e encontrei um MARAVILHOSO e que resolvi compartilhar com todos, quando li pensei " é disso que eu quero falar hoje".


Crônica do Amor

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.

Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no
ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a
menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama
este cara?

Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura
por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.

Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.



Arnaldo Jabor

terça-feira, 8 de novembro de 2011

amor ?!

  Sempre há aquele momento crucial onde você não sabe se dá tchau e benção pro seu sentimento, ou se entre tapas e beijos você continua o acariciando pra ver se ele se mantém.
 É uma situação que geralmente se estende por um tempo, e é no clímax desse tempo que você percebe o que é e o que não é, pra ser mais clara o que você sente ou deixa de sentir.
Sempre dá um friozinho na barriga quando você se vê COMPLETAMENTE sem respostas pro seu lindo coraçãozinho, e pra completar a decisão não depende só de você, muito pelo contrário, sua decisão já está tomada! você apenas espera a outra parte envolvida se manifertar e enquanto isso não acontece os momentos de dúvidas relacionados a amor e ódio se tornam cada vez mais pertinentes. 
A vontade de estar com a pessoa só aumenta, mas em um dia que por forças externas você tem vontade de exterminá-la pelo simples fato de que ela não falou com você neste dia. Mas essas são circunstâncias que só fazem aumentar o sentimento e disparar seu coração toda vez que essa pessoas te faz um elogio, ou diz uma coisa besta que parece ser a poesia mais linda do mundo!
E isso para mim significa estar apaixonado. E que significa indecisão, vontades, desejos, alegrias e desespero. No final das contas sempre se volta para a estaca zero, como se fosse um ciclo... deixar ir ou ficar! 
E assim, vamos eu, vocês, nós até alguém descobrir alguma solução eficaz para as coisas do coração!



Um beijo para todos!








segunda-feira, 24 de outubro de 2011

banheiro colorido !

Papel Higiênicos coloridos!

Uma ótima ideia ... o video dispensa explicações!


Quero muuuuito um de cada cor, são uma graçinha haha



segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Galo nosso de cada dia !

Como toda profissão/curso possui um símbolo eu desde que me decidi sobre o que fazer fui correndo saber qual era o símbolo da carreira que vou seguir, e descobri que é o GALO !
E assim como muitos, me perguntei porque que o galo representa a publicidade, e esses dias achei um textinho que define muito bem a relação galo - publicidade.
Espero que vocês gostem !
 

" Bem, o Galo, é o símbolo da publicidade. E pq? O galo acorda bem cedo e dá o seu grito antes q todos os outros animais. Ele que canta e faz alarde desde o amanhecer para anunciar o dia.Ele representa o comunicador há várias décadas por ser o grande propagandista do raiar do dia A mesma coisa é com a publicidade. Deve-se anunciar antes e de forma eficiente que os concorrentes. "

Esse post foi escolhido para hoje, já que é neste dia (17/10) que se comemora o dia do profissional de Propaganda !
Parabéns à todos os colegas comunicadores ou não, formados e estudantes !


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Há momentos


Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.
 
Clarice Lispector



domingo, 9 de outubro de 2011

" volta e me pede pra que a segure toda vez que ela cair. "      (trecho de She will be loved - Maroon 5)

Como de costume ouço essa música algumas vezes e hoje resolvi escrever sobre ela, especificamente sobre essa frase citada, que para mim expressa claramente a a necessidade do outro de se apoiar em uma pessoa, e ir atrás dela só no exato momento que precisa de alguém para se apoiar. E isso acontece porque a pessoa que oferece ajuda sempre está lá ...

Engraçado como isso acontece exageradamente entre as pessoas, entre homens e mulheres, uma das partes sempre necessita de ajuda, de um conselho, precisa ser consolado de alguma forma e sempre recorre a outra parte, que por ter afeto pela pessoa necessitada sempre está ao lado desta pessoa para dar força e o que quer que seja.
Ainda que haja agradecimentos e demonstrações de carinhos da pessoa que foi confortada, a outra pessoa acaba nem que seja lá no fundo tendo algum tipo de esperança, porque sim, em certos casos, existe um sentimento de amor da parte de quem ajuda para quem é ajudado, e este por sinal parece ter o mesmo sentimento. Porém, quando o necessitado está mal é claro que irá demonstrar todo o afeto do mundo para quem o ajuda, já que é esta pessoa que consegue reconfortá -lo, mas todo momento ruim passa e dá lugar para bons momentos, e é ai que o drama começa.Onde é que a segunda parte (quem ajuda) se encaixa neste momento? Sim, isso o que muitos pensam, ela não se encaixa, é como um remédio que quando cura uma dor de cabeça não precisa mais ser tomado, até que ela volte. E todo o ciclo de tristezas e alegrias recomeçam.
A questão é até quando a segunda parte pode suportar ser uma aspirina da primeira.
E no final das contas, o que conta mais é que quem sempre está de prontidão, só está ali porque ama e quer ser amado.




              

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

isso se chama amor ...

AMOR,
palavra de definição simples e mais complicada ao mesmo tempo. Amor carnal, amor de pais, amor de irmãos, amor de amigos e finalmente, amor entre um homem e uma mulher, e sobre este tipo de amor que venho falar hoje.
Como disse uma amiga minha, muitas vezes achamos que o amor, que estar apaixonado e sentir borboletas no estômago é coisa de menininha, e pensamos nisso só por ser um sentimento puro, bonito, que faz sofrer e te faz muito bem. Amar não tem sexo, raça, classe social, condição física, e diploma. O amor simplesmente acontece, e sim nós sabemos quando ele acontece, podemos não perceber logo de cara, mas quando ele nos pega sabemos que algo está acontecendo.
As vezes da medo, assusta, mas ao mesmo tempo dá uma sensação maravilhosa que só quem se apaixona sabe como é, você tem vontade de estar com a tal pessoa amada só por estar com ela, muitas vezes nada mais é necessário, apenas a compania um do outro.
Amar e entender, ter paciência, ajudar sem esperar nada por isso, ouvir, falar, se entregar.
O nosso coração sempre grita quando ele bate mais forte por alguém, ele sim tem perfeita consciência do que se passa, na nossa cabeça certas vezes isso pode parecer muito confuso, e podemos pensar que não sabemos se sentimos esse amor pela outra pessoa, mas ele (o coração) não se engana.
E eu digo, se ele nos dá sinais de que está apaixonado, porque não respeitá-lo, ouvi-lo e entendê-lo.




sábado, 24 de setembro de 2011

Bad day

Quem é que nunca teve um bad day?!

Não há explicação, você simplesmente acorda e tudo vai mal, tudo é irritante, parece que tudo falta... amor, carinho, atenção, paciência, concentração, disposição. Enfim, aquele verdadeiro dia em que você quer se enfiar em um buraco e ficar.
E como resolve, relaxa que no dia seguinte passa.

Um beijo, para todos aqueles que tem bad days !



sexta-feira, 23 de setembro de 2011

domingo, 18 de setembro de 2011

te querer

Não te quero senão porque te quero,
e de querer-te a não te querer chego,
e de esperar-te quando não te espero,
passa o meu coração do frio ao fogo.
Quero-te só porque a ti te quero,
Odeio-te sem fim e odiando te rogo,
e a medida do meu amor viajante,
é não te ver e amar-te,
como um cego.

Tal vez consumirá a luz de Janeiro,
seu raio cruel meu coração inteiro,
roubando-me a chave do sossego,
nesta história só eu me morro,
e morrerei de amor porque te quero,
porque te quero amor,
a sangue e fogo.
                                               

                                 Pablo Neruda






domingo, 4 de setembro de 2011

o que está acontecendo ...

hoje realmente eu nem sei o que escrever aqui rs, só sei que preciso escrever, entao... deixa fluir !

Falando em deixar fluir, acho que a vida poderia ser fluida sabe, deixar acontecer, a partir do ponto em que você já não tem mais o que fazer. Estamos vivendo um momento no mundo, onde muitas coisas estão mudando.
Tem gente perdendo o rumo, deixando de amar, gente amando demais, sofrendo demais, é claro que também tem muuuuita gente sorrindo, dando risada, e jogando conversa fora com os amigos, mas já parou pra pensar o tanto de coisas que tem acontecido no mundo em geral, de 10 pessoas 8 falam que o dia foi extressante, cansativo, que brigou com alguém, que alguém se divorcio, que o filho saiu de casa ou algo do tipo, e apenas 2 ressaltam como a vida é bonita, que amam alguém, e que apesar dos pequenos problemas diários está tudo bem. E eu particularmente acho isso super deprimente, acho de verdade que está acontecendo alguma coisa, o fim do óbvio, não... se trata apenas de pessoas, elas tem deixado de pensar no coletivo, muitas só pensam em si mesma e ponto, outras acham que o mundo acabou por conta de coisas não muito boas que tem passado, outras se deixam levar por situações ou pessoas que não são e nunca foram aquilo com o que você conviveu ou pensou em conviver, pessoas tem perdido seu valores, tem pensado muito em trabalho e menos em família.
Acho que deveria haver mais amor, mais compaixão, paciência, amizades, risos, felicidade, dedicação enfim... algo que muitos tem esquecido. é claro que em momentos da vida TODOS passem por algumas desas situações, sim é normal. A coisa começa a ficar estranha quando isso vira rotina, quando os momentos ruins sobressaem em relação aos bons.
Enfim, esse é um ponto de vista em relação a tudo o que tem acontecido na vida de muuuuitas pessoas, podem e devem existir opiniões diferentes dessa exposta, acho que o mundo deveria se amar mais... e as outras coisa, essas seriam bem melhoradas através do amor.

ps: pra quem não sabia o que escrever... até foi bom kkkk

Um beijo para todos !

terça-feira, 16 de agosto de 2011

AAAAAAAAAAAAAAAAH, como hoje eu queria da ctrl+alt+del nos meus pensamentos !

Hoje de verdade certas emoções, pensamentos, vontades e afins estão aflorando com muuuuita força. Acho que isso pode se dar por uma amiga chamada TPM, ou até por outra chamada saudade, que juntas viram uma combinação perigosa. Juntas ela tem o poder de me fazer relembrar momentos e sentimentos que parecem que continuam aqui, juntinho de mim, não importa o quanto eu já tentei dar um chá de sumiço pra esses sentimentos, eles não somem. E pior fica quando essas amigas se reúnem para uma festinha, festinha essa que acaba comigo! rs
A única coisa que eu me pergunto agora, já que minhas amigas são inseparáveis, é como se faz para realemente ter absoluta certeza de que esses sentimentos continuam aqui, ou se isso é só um rastro deles que já se foram...







sexta-feira, 22 de julho de 2011

YES, I BELIEVE !

Sim, eu acredito em destino, em coincidências, 
em vida após a morte, acredito que o céu é o limite!                       

terça-feira, 28 de junho de 2011

Chatisse minha

  Estava eu tomando meu banho, quando de repente uma questão brilhou na minha cabeça, aliás, este é um momento (o banho) que minhas ideias afloram haha, mas enfim eu comecei a perceber que sim, eu sou um tanto chata, mas não chata no sentido literal da palavra, mas apenas em alguns aspectos, geralmente os mais relacionados a coração e homens.
Sabe aquele tipo de mulher que precisa de uma conversa, precisa de informações básicas como signo, se a pessoa, fuma, bebe, mora com os pais, se tem filhos, trabalha, tem carro, etc. acho que pode ser um pouco até seu um pouco neura da minha parte, mas é a vida, eu ainda não criei habilidades pra passar meu telefone e sair logo depois da primeira ou segunda conversa, eu ainda acredito que as coisas devem fluir de uma maneira mais tranqüila sabe.
Ah, eu não sei se isso é muito clichê, piegas, antiquado,brega ou sei lá o que eu sei, é que realmente uma boa conversa é necessária! E de verdade, precisava claro como sempre falar disso, rs.
"O problema é que quero muitas coisas simples, então pareço exigente."
 


Fernanda Young

sexta-feira, 24 de junho de 2011

lembranças.

As vezes vivemos momentos com algumas pessoas que juramos que tais momentos só aproximam mais, um ombro amigo, um porre, uma saída, risadas, choros enfim, qualquer momento em qualquer tipo de relação seja ela um amizade que você acha que vai durar a vida toda ou quem sabe um namoro que o menino derrepente se transforma em um príncipe encantado.
Enfim, não sei se é acaso da vida ou se é problema de quem passa por isso perceber realmente como são as coisas. Viver vários momentos com uma pessoa, mas tudo mesmo, e quando você menos espera essa pessoa desaparece.
Eu realmente gostaria de saber porque algumas pessoas são assim, parece que sugam sua energia, sua vontade de ajudar, sua amizade como se isso fosse lhe trazer alguma recompensa naquele momento, e depois, quando esses momentos desaparecem e surgem novas fases naturais da vida, essa pessoa simplesmente se vai, já que você não é mais necessário, e sim isso é muuuuito TRISTE.
E o tempo passa cada vez mais, e quando se percebe aquela amizade que parecia eterna e sincera não passa   de apenas LEMBRANÇAS que o tempo deixou.
Gente, eu penso nesse blog todo santo dia... mas faz um tempão que eu não posto nada aqui e fico até horrorizada com isso.... Aproveitando resolvi escrever sobre algo que realmente facilitaria demais a minha vida!
Vira e mexe eu bolo textos incríveis, tenho ideias maravilhosas, tudo isso aonde?! na fila do banco, no ônibus, serviço e afins... eu quase nunca consigo passar para o papel e postar aqui.
Seria muito, mas muito bom se houvesse uma ligação direta do cérebro pra o blog, eu ficaria realmente feliz, e o blog nunca ficaria desatualizado.
Justamente hoje, eu não estou muito boa pra escrever rs mas de hoje em diante vou fazer de tudo pra pelo menos escrever as principais ideias para um post em qualquer canto!
Afinal. não existe nenhuma maneira de ligar meu blog ao meu cérebro se não for obviamente escrevendo, e como as ideias vão brotando na minha cabeça, vou colocar um bloquinho de anotações na bolsa e pronto! BLOG SEMPRE ATUALIZADO rs

ps.: desculpem esse texto nada desenvolvido, mas tem um propósito rs

sábado, 7 de maio de 2011

século XXI, hello !

gente do céu, essa semana presenciei duas situações que me deixaram passada ! mas enfim, meus pensamentos do momento me rendeu um texto HAHA

Sabe aquele tipo de casal que vive cheio de amorzinho pra cá, benzinho pra lá, aquelas coisas de casais melosos (que fique bem claro que não tenho nada contra), pois é, é o tipo de coisa que pode incomodar várias pessoas, pois é, estava eu esses dias voltando da faculdade pensando em como fazer o meu roteiro, quando me deparo dentro da lotação, CHEIA, um casal literalmente atracado rs era uma coisa louca, eles ficavam trocando apelidinhos e vozes de bebê ((só por Deus)), acho de verdade que tudo tem limite, gente LOTAÇÃO!
mas OK, vai ver estavam fazendo 1 ano de namoro. Porém hoje, vi outra cena (não posso ir muito afundo nos detalhes por conta do local em que se passou), mas era um casal aparentemente normal, fofo mas nem tanto... quando a mulher precisa escolher uma cor, uma coisa básica , pois é... ela foi até onde estava seu namorado e falou para ele escolher e os dois ficaram mais de 5min escolhendo a bendita cor!
Ou seja, o que eu tiro disso... gente, essas mulheres que dependem do homem/namorado/marido, que os colocam em pedestais, que são melosas e necessitam desse homem para tudo. Não sei se eu que sou radical demais, mas acho que essas mulheres estão no século passado, e olhe lá, gente não é possível essa dependência toda ainda mais no momento em que estamos, o momento que as mulheres estão vivendo. Sabe, acho que tais mulheres deviam se valorizar mais, serem mais independentes e perceber que você pode muito bem amar uma pessoa sem precisar de tudo isso!

É isso, precisava compartilhar RS

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Acabei de assistir um filme que realmente se encaixou no meu momento, exceto pela parte do namorado suuper lindo e gracinha da protagonista... mas enfim, assim são as coisas. Sem ênfase para isso, esse não é o meu objetivo no momento, quem sabe em um outro post.
Só para situá-los o filme é " A última música " e conta a história de uma menina que sofre e tenta ser super durona após a separação dos pais. Em um verão ela vai para a cidade do pai, conhece um 'cara' e tem um relacionamento com ele, por fim ela descobre que o pai tem câncer e decide voltar ao que sempre foi (acabar com o auto estereótipo de menina forte e rebelde), no fim o pai dela morre e claro ela fica com este 'cara' que conheceu.
E o fato é que eu realmente me senti no lugar dessa tal menina... porque as vezes agente tenta se auto estereotipar de uma maneira, só para tentar disfarçar as coisas. Certos momentos da nossa vida são MUITO ruins, e você até fica sem saber o que fazer, mas o melhor é se fechar e viver isso sozinha???? então, eu não posso falar que sim ou que não, porque também estou tentando descobrir isso. 
Mas o que eu acho que mudou na minha cabeça após o filme foi o fato de que não podemos nos julgar e nem nos esconder sobre algo que realmente não somos e geralmente a primeira reação é se tornar uma muralha e fingir não desmoronar nunca. Mudar os fatos, o que nos acontece, infelizmente não é possível, nós sabemos quais são os nossos tormentos e alegrias, e assim como no filme sei que as coisas podem ser superadas... e até um namorado bonito e gracinha pode aparecer.  
(( foi para dar uma descontraida, senti uma drepe básica rs))

beijooos.

domingo, 27 de março de 2011

do fundo do baú ...

Gente, descobri uma coisa que eu tinha escrito em 2008, e eu estava em uma deprê de morrer! (graças a Deus passou haha), enfim, estava lendo isso agora e descobri que tem coisas que estão servindo pra este momento, claro que depois de certos ajustes por conta dos exemplos citados em 2008 que ão se encaixam mais, afinal 3 anos atrás.. muitas águas já rolaram!
Cheguei a conclusão de que as coisas acontecem na hora certa, por pior que elas sejam. Ás vezes estamos nos descabelando por certos problemas ou coisas tão desnecessárias, o que só nos leva o fundo do poço a mais desespero. Já parou pra pensar que devemos tirar de lições do que passamos para avaliar cada um de nossos defeitos e tentar amenizá-los, já que certas provações não são dadas, elas podem servir pra alguma coisa.
Muitas vezes nos empolgamos e queremos “falar mais que o homem da cobra” e para que esse exagero todo?! A vontade de agarrar o mundo é maior que o corpo todo, e a boca já não dá mais conta de nada, é neste ponto onde tudo desanda, são nessas horas que falamos o que não devemos, como se fosse uma avalanche da língua. Certa vez ouvi de uma pessoa nada famosa, mas super especial que      “ tudo que é demais é muito” devemos saber ponderar as coisas, eu sei muuuito bem que falar é maravilhoso e que diversas vezes é difícil controlar a língua e fechar a matraca, e esse é só um exemplo prático desses certos exageros cometidos por seres humanos e por sinal, é um dos meus exageros preferidos.
Juro que eu tento me conter, mas sabe como é as vezes transborda e pronto!
PS.: o excesso é vício da raça, e todo vício pode ser tratado….
Depois de um domingo em família e certos acontecimentos começei a pensar sobre relacionamentos (me refiro a homem e mulher) e me perguntei porque será que muitas vezes somos BLOQUEADOS a assumir interesse por alguém, vontade de estar com aquela pessoa…. e fui chegando a minha conclusão (que por sinal é sempre firme, e que hoje me gerou certas ‘complicações’, ok ass. para próx. post).
Depois de certas experiências, ficamos vulneráveis a qualquer tipo de situação, o que gera medo e isso na minha visão muitas vezes acontece por conta de relacionamentos mal sucedido e que terminam de forma não muito agradavél por conta de desentendimentos, de falta de atitude do parceiro enfim, o que pode acarretar em diversas situações pós término de relação que só deprimem e amedrontam uma ou ambas as pessoas do relacionamento.
E depois para iniciar um novo relacionamento é aquela barra, e isso acontece pelo que eu disse no início do texto, pelo fato de não assumirem para si mesmo o interesse pela outra pessoa. Enfim, eu ainda não descobri a cura para isso, só acho que a melhor coisa a fazermos (sim, eu me incluo nessa rs) é realmente deixar as coisas acontecerem, e se rolar, rolou!
mas tem que rolar de verdade, de peito aberto!
Let’s try  rs rs

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Pessoas tem mania, ou sei lá o que de acharem que são o centro das coisas, acham que todos que estão ao seu redor só podem se ocupar com o que ela quer ou aceitar que só ela está certa. Geralmente este tipo de pessoas "centrais" não admitem estar erradas e no fim arranjam algum motivo para tentar culpar alguém.
E feito minhas observações, percebi que essas pessoas, chegam a ter um tom arrogante com aqueles que mais estão ao seu lado e  no fim das contas, só consegue magoar tais pessoas que tendem a se afastar, e o que resta da pessoa central?! acho que nada de mais, porque elas são dependentes das pessoas como se elas fossem alicerces que dá base aos seus atos, já que são dependentes e necessitam se apoiar para praticamente tudo.
Enfim na minha concepção essas pessoas deveriam tentar ser um pouco mais independentes, pois é, mas isso vai da concepção de cada um.