segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Que venha 2011

O ano está acabando, e é hora de esquecer tudo de ruim que passou. Que o ano novo venha CHEIO de amores, alegrias, paz, felicidade, saúde !
O que passou, passou... não volta! vamos tratar de esquecer desencontros e amores que não deram certo, tristezas e mágoas, empregos perdidos e tudo mais que não deu certo. 
Que 2011 venha para renovar as esperanças e para brilhar na vida de todos :D



quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Muitas pessoas que passam pela nossa vida de alguma maneira se mostram mascaradas, sabe aquele tipo de pessoa que parece forçar as situações, as atitudes parece que a maioria de seus relacionamentos são pura fachada. É como se tivesse máscaras, onde elas se escondem e tais máscaras são mudadas de acordo com o local e pessoas que estão. Tudo parece muito bonito, muito ajeitado... enfim, não é assim, o ser humano não é assim, vivemos sentindo diversas coisas e vamos combinar que na vida nada é muito perfeitinho. Só não entendo o porque de pessoas agirem assim, qual é o problema de se mostrarem de verdade sem fazer "média"... enfim, cada um cada um, eu prefiro ficar com a minha trasparência ! HAHA

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Eu tinha alguma coisa pra postar aqui, mas realmente nem lembro o que era rs eu juro que queria um blog ligado na minha mente, bem mais prático ! haha
Enfim, resolvi comentar sobre outro assunto que derrepente apareceu na minha cabeça...
A maioria das pessoas muitas vezes renegam e renunciam  sentimentos e emoções, bens materiais até pode ser, porém esses quando oferecidos as pessoas parecem tentadores demais para serem desprezados. Sentir é algo que não deveria ser desprezível, mas eu falo no sentir que vem de dentro, onde a pessoa tem tal sentimento dentro dela, e eu gostaria muito de saber o porque algumas pessoas te, dificuldade ou sei lá o que, que impede que ela sinta tais emoções e perceba quando alguém transmite algum sentimento para ela. 
Mais uma das minhas dúvidas que eu não entendo, seria mais fácil se todos aceitassem as emoções recebidas e a vontade de expô-las.