terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Be Happy !


É tão bom se sentir bem rs....
Sabe aquele dia em que você acorda de bom com a vida, rindo, cantando, dançando, é bom quando estamos assim atraímos coisas boas, hoje tanta coisa já aconteceu, até um extress básico só pra iniciar a noite haha mas só colocar uma musiquinha e pronto, tá tudo bem novamente!
ainda mais se estiver conversando com que se gosta, impressionante o poder que nós temos com a nossa volta, sabe aquela coisa toda de energia que você recebe do mundo o que você manda, é bem por ai, quando estamos bem tudo fica melhor, mais bonito, coisas boas acontecem.
Bom sentir que hoje finalmente eu vou colocar a cabeça no travesseiro e querer mais de hoje!
Afinal, a vida deve ser vivida intensamente, e quando os momentos são de um ótimo astral, melhor ainda! Devemos vê-la de um jeito colorido e brilhar nela, porque nossa vida é o nosso espetáculo!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Poema

Gente, o poema é de autor desconhecido e pra falar a verdade eu nem me lembro como eu fui lê-lo rs. Sei que achei muito bonito e resolvi dividir com todos!


Caminho, vivo intensamente...
Olho o mundo por olhos que às vezes não são meus
São olhos de saudade,
Olhos de descoberta,
Olhos de homens,
Olhos de mulheres,
Olhos de crianças,
Olhos de quem vê e se surpreende,
Olhos de quem se encanta,
Olhos que sorriem,
Olhos que choram,
Olhos que percorrem o mundo
Atento e ao mesmo tempo desavisado
Olhos que descortinam e atinam
Para mais além
Olhos inocentes, indecentes...
As vezes apenas um olhar parado
Clico e apreendo então, o mundo.,
Vejo, admiro e guardo para sempre na memória
O instante, o átomo de segundo, o frame, que jamais
Voltará.
E assim pelo mundo... caminho, vivo e me reconheço em cada
parte, em cada lugar
Entre o céu e a terra.
Sou parte e sou espectador.
Sou todo, inteiro.
E nem sempre me ligo, me conecto, mesmo atento, mesmo
acordado...
parece sonho.
apenas me movo... um movimento contínuo de busca e espera,
na vertiginosa sensação de eternizar os dias e a noites.
E na vã ilusão de que para sempre me torno imortal.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Hoje, ou melhor eu venho pensando nisso a vários dias, e até desabafei com uma amiga, e debatemos o assunto, mas sabe acho que não foi o suficiente. O assunto continua me atormentando, chega a dar raiva de mim mesma, da minha complicação toda, poxa porque a realidade tem de ser tão dura! vivo assistindo a filmes românticos em que no fim dá tudo certo pra ver se eu acredito nesses finais felizes, mas me vejo cada vez mais distante dele, como se meu filme romântico nunca se estabilizasse como se ele ficasse sempre na cena da roda gigante em que tudo se torna inconstante. Bom voltando ao que tem me atormentado, amanhã (19/02) uma pessoa muito especial fará aniversário rs e isso me faz pensar cada vez mais nela, que eu não posso e nem irei conseguir esquecer desta data, e o que me deixa estranhamente porém normalmente magoada (estranhamente porque isso já aconteceu, e normalmente pelo mesmo) é o fato de parecer não ser especial ou tão para essa pessoa, o que eu venho tentando superar um bom tempo. Ele irá comemorar, mas como eu posso " me expor" ao sofrimento e até mesmo "tirá-lo de sua liberdade", nesta comemoração obviamente estará todas-quase- aqueles que inevitavelmente me fazem ter aquela raivinhazinha básica, por fatos ocorridos anteriormente haha e como eu estou tentando, tentando de verdade não me magoar mais decidi que vou abrir mão da possibilidade de ter esta pessoa pela dúvida de não tê-la.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Personalidade

Hoje, eu ouvi umas palavras de um professor, que não concordo rs acredita que ele começou a dizer que nós (pessoas) não temos estilo e nem personalidade própria, que tudo o que temos, a nossa personalidade é fruto do meio em que vivemos... é claro que o meio nos influencia, desde sempre isso acontece, agora em questão de estilo, como é que nós " escolhemos"/temos nosso estilo se não fosse nossa personalidade, o mundo nos oferece todas as opções imagináveis e até aquelas que nunca imaginariamos existir, cabe a nós decidir o que nos convém, o que combina com nossa personalidade e condiz com nosso estilo, não é porque eu vejo uma roupa linda naquela modelo maravilhosa que eu vou usar...certas coisas nós adaptamos as nossas condições, físicas, emocionais( sim, porque uma roupa vai além do vestir) e até mesmo as condições do local onde moramos, como é que eu vou usar um casaco europeu aqui no Brasil?! para tê-lo eu terei que adaptar as minhas condições. Estilo, personalidade... como uma pessoa pode não ter a sua? o que seria do mundo se todos tivessem as mesmas características, se usassem as mesmas roupas, se tiver o mesmo gênio, seria com certeza uma chatice, não teríamos como trocar opniões porque elas seria senão iguais parecidícimas, não..não acho que seja como ele disse cada um tem sua personalidade (sua identidade) e com isso adquiri seu estilo.